JORNAL O FLUMINENSE: Nova franquia de beleza desarma crise.

Projeto é um completo centro estético que reúne 107 funções para cuidados corporais, faciais e capilares.

  • Atenta às necessidades do segmento, o Grupo Nyoá , rede especializada na prestação de serviços estéticos investe em inovação e lança a Nyoá Home SPA. Com investimento de apenas 29 mil reais, chega ao mercado aquela que é considerada “máquina terapêutica do futuro” – novo modelo de negócio acessível, prático, rentável e inovador. Devidamente aprovado pela Anvisa, o centro estético portátil, possui exclusiva e patenteada tecnologia digital que compacta, de forma eficiente e integrada, mais de uma centena de diferentes funções da terapia corporal, facial e capilar no reduzido espaço correspondente a uma maca de atendimento individual.
  • “Esse projeto é a nossa resposta às demandas do mercado por mais tecnologia com valores acessíveis e de qualidade. Um incentivo à geração de empregos e à democratização de oportunidades, ao desenvolvimento econômico, ao mesmo tempo em que contribui para a redução da economia informal”, explica o presidente do Grupo Nyoá, Luiz Eduardo Rego. O franqueador completa que a iniciativa irá fortalecer a presença da rede nos principais mercados consumidores. E a escolha se deu devido o aumento da procura por empreendedores de todo o Brasil e também de outras partes do mundo. Por isso está em análise projeto logístico para o atendimento internacional.
  • Exemplo de praticidade, o revolucionário equipamento pode ser montado em instantes, o que se reverte em mais rapidez e qualidade no atendimento. Além da excelência técnica e acessibilidade financeira, essa é outro alicerce considerado. Por isso, depois da aprovação, o candidato a franqueado Nyoá Home SPA será submetido a rigoroso treinamento ministrado pelo braço educacional do grupo: o renomado Instituto Nyoá – que já capacitou mais de 10 mil profissionais da área. Com a participação na feira de beleza no Rio mês que vem, o grupo pretende ampliar o número de franquias pelo Brasil. Das quatro próprias, outras 30 unidades devem ser inauguradas até o final do ano, conforme prevê o diretor de franquias do Grupo Nyoá, Sidney Oliveira.
  • Pesquisa recente confirma que este é o setor menos atingido em tempos de economia recuada, como a atual. Nos últimos 20 anos, foram maiores os gastos com produtos de higiene e beleza (185%) do que com alimentos e bebidas, por exemplo. No ano passado, foram inauguradas o equivalente a seis franquias por hora útil no Brasil, gerando receita de aproximadamente R$ 965 milhões por dia. As informações são do levantamento sobre o setor da Rizzo Franchise. Em 2014, o faturamento de franquias avançou 7% segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Redes especializadas em saúde e beleza lidera o ranking das que mais contribuíram para a expansão.
  • O novo Grupo é fruto de grandes parcerias, como a feita com o “mago” da expansão no Brasil, Allain Guetta, responsável pela formatação do negócio. Ele foi pioneiro do franchising no Brasil, já presidiu a Associação Brasileira de Franchising (ABF-RJ) e hoje responde pela consultoria Guetta Franchising.
  • Recentemente chegou ao mercado também outros dois produtos do Grupo Nyoá . Além do Nyoá Home SPA, entram também como soluções para o mercado mais dois modelos de franquia, Nyoá Centro Estético e o Instituto Nyoá – que, seguindo a tradição da marca, se dedicará à formação acadêmica e prática de profissionais do segmento. Ambos projetados para serem compactos, simples, acessíveis e dotados da tecnologia estética e terapêutica desenvolvida com exclusividade para o Grupo Nyoá.
  • Mercado aquecido – Essa modalidade que trabalha com autoestima e bem estar das pessoas está em franco crescimento no Brasil. Ocupando o segundo lugar do ranking de maiores consumidores de HPPC do mundo, ficamos atrás apenas dos Estados Unidos. E, a cadeia produtiva do segmento é longa e envolve vários players com diferentes naturezas. Isto se desdobra em um elevado potencial de geração de renda, principalmente, postos de trabalho, fundamentais ao desenvolvimento tecnológico, social e econômico do País.